Os Cem Melhores Poemas Brasileiros do Século   Saiba como comprar Entre em contato com a Objetiva Conheça alguns lançamentos da Objetiva para saber mais sobre a Objetiva
Compare preços
para este título
Compare preços para este título

Os Cem Melhores Poemas Brasileiros do Século
Ítalo Moriconi (org.)
Poesia   350 páginas
ISBN: 8573023716


Antologia reúne o essencial da produção poética nacional, repetindo o feito de

Os Cem Melhores Contos

A antologia OS CEM MELHORES POEMAS BRASILEIROS DO SÉCULO reúne os versos essenciais e inesquecíveis da literatura brasileira. São poemas rurais e urbanos, eruditos e populares, românticos, ácidos, vibrantes, iconoclastas. Para a tarefa de selecionar tais iguarias, a editora Objetiva escalou o professor Italo Moriconi, que, ao longo de 12 meses, garimpou os versos que marcaram gerações e ajudam a decifrar o sentido de brasilidade.

A obra é o segundo volume da coleção que resgata as preciosidades da produção literária brasileira ao longo do século XX. Assim como aconteceu com Os Cem Melhores Contos, a escolha dos poemas seguiu um critério editorial que foge dos rígidos padrões acadêmicos; norteou-se por um olhar contemporâneo e pelo critério da qualidade, valorizando a capacidade de um poema de ser exemplar, dentro de seu gênero, e definitivo na nossa memória.

Italo Moriconi é doutor em Letras e professor de literatura brasileira e comparada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Em 2000, organizou, para a Objetiva, Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século.

OS CEM MELHORES POEMAS BRASILEIROS DO SÉCULO

  • 61 poetas fazem parte da antologia.

  • Um leitor hipotético, a quem o livro se destinaria, norteou as escolhas de Moriconi. Seu perfil: bem informado, amante dos livros, pouco conhecedor de poesia, porém ávido por conhecê-la. "Mas ele não seria completamente virgem em poesia. Isso é impossível no Brasil, país em que se absorve boa poesia diariamente, através das melhores letras da música popular, do samba ao rap" — avalia Ítalo Moriconi.

  • A antologia é composta de quatro partes, organizadas cronologicamente. Em "Abaixo os puristas" estão os poemas das primeiras décadas, com ênfase na produção dos mestres do modernismo. Em seguida, "Educação sentimental" e "O cânone brasileiro", nas quais está concentrada, segundo Moriconi, a prova de que a poesia brasileira, em seus momentos mais marcantes, nada fica a dever a outras grandes do século, como a norte-americana, a alemã, a portuguesa e a italiana. "Fragmentos de um discurso vertiginoso" encerra a seleção e distingue-se das demais por expressar mais um caráter de aposta que de legitimação definitiva.

  • O abre-alas de OS CEM MELHORES POEMAS BRASILEIROS DO SÉCULO é o Poema de sete faces, de Carlos Drummond de Andrade. Fechando a antologia, Guardar, de Antonio Cicero.

  • Drummond é o poeta com maior número de poemas selecionados: nove. Seguido por Cecília Meireles e Manuel Bandeira, com seis, e João Cabral de Melo Neto, com cinco.

  • Drummond é o único a atravessar todas as quatro fases da coletânea. "Ele foi um poeta importante em todos os momentos e sobre todos os aspectos. Soube se renovar" — observa Moriconi.

  • Do ano de 1902 foram pinçados os poemas mais remotos da antologia: In extremis e A alvorada do amor, de Olavo Bilac.

  • Esses chopes dourados, de Jorge Wanderley, é o poema de produção mais recente. Publicado na imprensa em 2000, é inédito em livro.

  • Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Manuel Bandeira, Mário de Andrade, João Cabral de Melo Neto, Augusto e Haroldo de Campos, Manuel de Barros, Ana Cristina Cesar, Oswald de Andrade, Jorge de Lima, Pedro Kilkerry, Augusto dos Anjos, Murilo Mendes, Gilka Machado, Raul Bopp, Vinicius de Moraes, Paulo Mendes Campos, Carlos Nejar, Ferreira Gullar, Adélia Prado, Roberto Piva, Manoel Cardoso, Torquato Neto, Zilda Mamede e Antonio Cicero estão entre os poetas selecionados.




  • Objetiva      Destaques      Contato      Como Comprar

    editoras.com